"Antologia" no Palácio real da Nazaré


E esta será a sétima e última apresentação do romance "Antologia".

Divulguem e apareçam ;-)

16 Novembro 2017

Entrevista Cister FM


Antes da Gala Books & Movies 2017, a dizer umas palavrinhas à minha amiga Marta Luis, para serem emitidas na Cister FM.



Até o pessoal do vídeo do jogo de setas ficou espantado com as perguntas e respostas!

12 Novembro 2017


Books & Movies


Obrigado a todos pelas felicitações! Ontem foi um dia muito movimentado, só agora começo a cair em mim. Vencer a 4ª edição do Prémio Internacional Books & Movies é uma honra para a qual tenho dificuldade em encontrar as palavras que façam justiça ao que sinto.

Estou especialmente grato à iniciativa Books & Movies, por dar espaço a que aconteçam coisas bonitas como esta no concelho de artistas que é Alcobaça.

Depois do júri ter analisado a obra que enviei com o pseudónimo Felisberto Andrade, o envelope com o meu nome foi aberto ontem de manhã em reunião pública no Salão Nobre da Câmara Municipal, tendo sido posteriormente contactado telefonicamente pela vereadora da Cultura, Drª Inês Silva. A entrega do prémio será dia 12 de Novembro na Gala Books & Movies 2017.
Não resisto em partilhar o parecer do júri, com uma palavra de apreço pela forma como leram e interpretaram tudo o que estava nas entrelinhas do "Panteão":
“Panteão”
Uma Ideia, um dia, viu-se ao espelho e quis saber quem era. Persegue uma rapariga que entra no Mosteiro de Alcobaça. Esta pergunta-lhe: Encontraste uma máquina fotográfica? (…) Continuas a sonhar com o homem que te pergunta se viste uma máquina fotográfica?” Encontra a máquina fotográfica na feira de velharias, assim como uma caixa de negativos de vidro e uma fotografia. Compra tudo. O conjunto traz ainda um bloco de notas, através do qual descobre o que acontecera ao pai. Acorda de um sonho, dizendo que é cada vez mais difícil abandonar o panteão dos sonhos da humanidade.
Dividido em três partes (“o caçador de sonhos”, “o caçador de sogras” e o “caçador de sombras”), o roteiro inscreve-se num cenário que, embora de contornos físicos – um monumento rodeado por uma feira de velharias (“um museu de tudo e de nada”), gente, cão, lojas… -, mais não é que um espaço de sonho, onde o homem e o objeto artístico são um só.
Com a construção de bons diálogos, viajando entre tempos históricos díspares com a mesma facilidade com que narra um episódio ou interpõe um certo questionamento filosófico, o trabalho apresenta densidade narrativa. “Panteão” é, pois, um roteiro ambicioso por contar uma história como se articulasse a passagem de milhares de fotografias, estando este fotógrafo, ao mesmo tempo, em muitos lugares e em diferentes épocas.
Todo o grande texto indaga a condição humana. O que nos move. De que massa são feitas as nossas ações. De onde nascem as grandes construções humanas que em última instância nos levarão a um panteão. A prosa de Felisberto Andrade instala-se com à vontade, consistência e bom manejo da narrativa nesses intervalos onde se dá a grande escrita. Por isso, pela inventiva, a plasticidade, a riqueza de ideias e vocabulário, e a defesa do tema a concurso, consideramos este o texto mais merecedor da honra que é um prémio.
O Júri,
Inês Silva – Vereadora da Câmara Municipal de Alcobaça
Raquel Ochoa – Escritora
Tiago Salazar – Escritor

26 Outubro 2017

Amigos das Letras convidam Fleming de Oliveira


Os Amigos das Letras convidaram Fleming de Oliveira para uma simpática conversa acerca do dicionário de personalidades alcobacences a ser publicado a 18 de Novembro. E eu, mais de um ano depois, voltei a ser o taberneiro de serviço no Museu do Vinho.


Como nem só de vinho vive o homem, também havia acepipes, música e ...poesia. Aproveitei para ler    poemas de Maria Rosa Freire e de Carla Gonçalves, esta última que lançará o seu primeiro livro em Dezembro próximo, onde será possível ver uma das minhas fotografias. Mais informações em breve.


22 Outubro 2017


Visita guiada da exposição durante Sarau da Saudade


Foi assim ontem a visita guiada à exposição "Toda a vasta possibilidade de nada ser" durante o Sarau da Saudade, resultante da parceria entre a Biblioteca Municipal de Alcobaça e os Amigos das Letras.


A exposição continua patente até dia 31 de Outubro.


21 Outubro 2017


Apresentação "Antologia" - Biblioteca Municipal de Alcobaça


Antes da apresentação do livro propriamente dito, houve lugar a uma visita guiada à exposição "Toda a vasta possibilidade de nada ser", actualmente patente nos vários espaços da Biblioteca.



Já no auditório, deu-se início à apresentação do 2º romance da minha carreira.


O José Alberto Vasco apresentou o livro com a criatividade e perspicácia que lhe são características.


O Rapaz Improvisado enriqueceu a tarde com os sons cósmicos que traz escondidos na guitarra e nos pedais.


Depois dos autógrafos deu-se por encerrada a 6ª apresentação do "Antologia". Falta uma para as sete sessões, um número místico que marca o ritmo desta obra.


Obrigado a todos e até breve!
17 Outubro 2017