Biografia


A. M. CATARINO
Nascido em 1973 e residente em Benedita, António Manuel Catarino define-se como sociólogo de formação, formador por vocação, fotógrafo por paixão e escritor por natureza.



O Formador
Licenciado em Sociologia, trabalha na área da formação profissional desde 1999, colaborando com diversos centros de formação da zona oeste.

O Fotógrafo
Apaixonado pela fotografia desde sempre, adquiriu aos 28 anos a sua primeira máquina fotográfica reflex, decidido a levar o hobby mais a sério.
Colaborar como formador freelancer em diversos centros de formação da zona oeste, permitiu-lhe explorar fotograficamente Nazaré, Peniche, Caldas da Rainha, entre outros, depois do horário de trabalho.
A passagem para a fotografia digital, em 2004, foi um período de valiosas aprendizagens e rápida evolução.
Desde então, participou em inúmeras exposições individuais e colectivas e passou a realizar cursos, workshops e actividades fotográficas, transmitindo aos outros os conhecimentos e competências adquiridas.
Prémios
- 2º lugar photoBANGO'16, Julho 2016, fotografia premiada "Entre sonhos";
- 1º lugar photoBANGO'14, Julho 2014, fotografia premiada "Fora do Tempo";
- 3º lugar photoBANGO'13, Julho 2013, fotografia premiada "São Pedro de Moel #2";
- Vencedor passatempo "Tourné - Gonçalo Cadilhe", promovido pela Nomad e pela Oficina do Livro, Fevereiro 2009, fotografia premiada "O modelo";
- Foto do Mês, Revista FOTOdigital nº55, Fevereiro 2007, fotografia premiada “Diagonais”.

O Escritor
A escrita aparece na sua vida como consequência natural do gosto em entrelaçar a fotografia e a palavra.
Começou por partilhar textos ilustrando as suas fotografias em blogues, mas a boa reacção incentivou-o a ir mais além.
Publicou os livros “Fragmentário” em 2010 e “Um” em 2011, conjugando pequenos contos e fotografias de sua autoria.
O primeiro romance, intitulado “Claridade”, foi editado em Novembro de 2012, a que sucederam em Novembro de 2016 "Antologia" (um título  no mínimo surpreendente para um romance) e em Março de 2018 "Monstro".
Pelo meio realizou também duas edições de autor artesanais limitadas a 25 exemplares numerados: “As crónicas de Hélio Meio Frasco” em 2013 e “ Muitos anos sem ti” em 2014, onde explorou as potencialidades de transformar um livro numa instalação artística, e participou em diversas antologias e colectâneas.
Prémios
- Vencedor Miniconto Fantástico, Fnac & Revista BANG!, com O caçador de apocalipsespublicado na BANG!24, Maio 2018;
- 1º Prémio no Escalão 8 - Ex-alunos do Externato Cooperativo da Benedita, na 4ª Edição do Prémio de Escrita Gonçalves Sapinho, em 2018, com Carta ao meu jovem eu;
- Prémio Internacional Books & Movies - Alcobaça 2017, melhor roteiro escrito de viagens, com o texto Panteão;
- 1º Prémio no Escalão 8 - Ex-alunos do Externato Cooperativo da Benedita, na 3ª Edição do Prémio de Escrita Gonçalves Sapinho, em 2017, com o conto Tempieira;
- 1º Prémio no Escalão 8 - Ex-alunos do Externato Cooperativo da Benedita, na 2ª Edição do Prémio de Escrita Gonçalves Sapinho, em 2016, com o conto Alvéolo;
- 1º Prémio na categoria "Conto" da 3ª Edição Concurso Literário "Alves Redol", promovido pela "Palavra Cantada - Associação de Cultura" de Vila Franca de Xira, em 2015, com o conto Outra vez.